sábado, 6 de abril de 2013

Fadada:

A viver às margens do mesmo abismo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário