sábado, 18 de fevereiro de 2012

Mais Um Pedido

  Tantas ilusões, tantos panos quentes tentando amenizar a dor, tantos sorrisos engolidos junto com o choro, tanto café derramado em meio aos soluços, tantas estrelas perdendo o brilho juntas...
  Já nem sei mais como me desculpar. São os mesmos erros. Faço questão de andar pelos mesmos corredores, seguir a mesma linha, olhar sempre pro mesmo lado. E caímos sempre na mesma posição. Nosso mundo gira sempre igual... No fundo, no fundo, estamos cansados. Só cansados. Essa vida não tem nos dado as recompensas que esperamos, não sorrimos mais do jeito que desejávamos, não temos mais os abraços perfumados que gostaríamos.
  A distância nos faz parecer menos ternos, mais desimportantes, ela desgasta nossos laços e abate nossas expressões. Mas eu te peço, te peço com todo amor que me cabe, não vá embora agora, não me dê as costas sem me deixar falar o que guardei por tanto tempo.

2 comentários: