sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Flores Mortas

Você não pode ver. 
As manchas do sangue que meu coração não vai mais bombear. 
Você não pode ver.
As cicatrizes adiantadas para diminuir a dor. 
Você não pode ver. 
As flores mortas que eu ainda guardo. 
Você não pode ver. 
As unhas roídas de ansiedade, contando os minutos para fugir. 
Você não pode ver. 
As olheiras fundas de noites interrompidas. 
Você não pode ver.
A cinza dos cigarros no canto da janela. 
Você não pode ver. 
Os fios de cabelo cortados que caíram aos pés da penteadeira.
Você não pode ver.
Minha pele lanhada pela agonia.
Você não pode ver.
A dor agarrada na minha garganta.


Você pode, não ver.
Pode não me ver.

6 comentários:

  1. Oi Julia!! Aqui é o Kiko (Luciana). Td bem? Esse texto é seu???

    ResponderExcluir
  2. Oi Jullia!! Aqui é o Kiko (Luciana). Td bem? Esse texto é seu???

    ResponderExcluir
  3. Oi kiko, tudo bem! É sim, todos os textos desse blog são meus...

    ResponderExcluir
  4. LINDO Júlia!!
    Vou postá-lo no meu blog. Vc deixa?

    ResponderExcluir
  5. Achei um pocuo a minha cara nesse momento. LINDO MESMO!!! Parabéns!!

    ResponderExcluir