sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Bem no Fundo

  Não vou dizer que te amo. Não tão fácil assim.
  O que eu amo é o seu sorriso. Um sorriso que fascina naturalmente.
  O que eu amo é o jeito que você me olha como se eu pudesse realmente ser quem você precisa.
  O que eu amo é o modo como seus olhos brilham quando você fala do seu futuro.
  O que eu amo é o fato dos seus braços estarem sempre por perto me dando segurança.
  O que eu amo é cada centímetro do seu rosto que eu reconheceria mesmo em meio a uma multidão.
  O que eu amo, são seus lábios, tão doces e tão ternos, que prenderia os meus aos seus para sempre.
  O que eu amo, é poder escutar sua voz e ter a certeza de que você é real.
  O que eu amo é o carinho que só você sabe fazer em mim.
  O que eu amo, é o seu toque, tão macio como o de um anjo.
  O que eu amo é o que você faz comigo, me obrigando a pensar em você a cada minuto.
  O que eu amo, é olhar as suas fotos tarde da noite e tentar imaginar como alguém pode carregar um sorriso tão perfeito.
  O que eu amo é seu jeito tão errado que me deixa tão certa do que eu quero.
  Mas ainda não, não vou dizer que te amo, por mais que bem no fundo esteja certa disso.




Nenhum comentário:

Postar um comentário