quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Medo

  A minha vontade é fugir de novo. Me esconder mais uma vez de tudo o que está a minha volta. Parar o tempo nos momentos bons antes que eles despenquem novamente. Ir embora mais uma vez pra não me deparar com aquelas feições tristes e acabadas que já vi no espelho.
  Não aguento mais fingir não sentir nada, fingir não me importar quando é sobre ela que você fala, fingir que nada aconteceu na noite anterior quando eu chorava sozinha, esquecida pela alegria.
  Quero ir antes que seu rosto se torne essencial pra minha existência. Não quero mais tremer ao sentir seu doce perfume, não quero mais sonhar sobre coisas que faríamos quando te encontrar, não quero ter medo de olhar nos seus olhos e me perder no brilho deles. Estou com medo de estar vendendo um espaço significativo no meu coração por muito pouco...






Nenhum comentário:

Postar um comentário