domingo, 10 de julho de 2011

Sofrer.

  Uma dor que se concentra dentro de mim. Uma dor que me calou. Dor que eu não vou mostrar a ninguém, porque ninguém merece sofrer comigo. Uma dor que infectou meu sangue e possuiu minhas veias.
  Dor que só passará quando o sangue escorrer pelos cortes e levar embora todas as lágrimas e mágoas que eu guardei.
  Dor só minha. Que vou esconder o máximo que puder, para que você não sofra por mim. Então, não venha me perguntar como estou, porque só escutará palavras sujas e mentirosas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário