segunda-feira, 30 de maio de 2011

Meu Vício

  Descobri que um não é o bastante, descobri que não me contento com pouco, que preciso de mais, preciso da dor e do prazer, da indiferença e do carinho, do desejo e das mentiras.
  Eu preciso de sempre mais. Tanto do conforto das suas palavras, quanto do ardor da sua pele na minha. Preciso ter você e sonhar com ele, preciso da sua respiração perto da minha, do seu coração batendo contra o meu, dos seus olhos evitando os meus, tentando esconder uma verdade má. Preciso das suas mentiras bobas, seus mistérios, seu perdão pelos meus erros... Preciso do seu sorriso, mesmo que falso, só para me manter viva.
  Porque você é tudo do que eu preciso, o meu maior vício, o mais perigoso, e ironicamente, o que me deixa mais feliz...


terça-feira, 24 de maio de 2011

Dias de Sol

  Você costumava ser um bom amigo. Sempre ao meu lado, me fazendo sorrir, segurando minha mão enquanto eu chorava por ele. Escutando minhas palavras, fossem elas lúcidas ou não.
  Eu me sentia bem em escutar você dizer “fica bem” a cada despedida. Me confortava saber que no dia seguinte você estaria lá, me olhando com carinho, tentando decifrar a expressão no meu rosto enquanto eu tentava decifrar seu coração.
  Todas as nossas músicas, as brincadeiras, as fotos, as lembranças se perderam com o tempo. Eu mudei, você mudou, nós nos afastamos e hoje, você é um completo estranho para mim.
  Mas eu ainda lembro com muito carinho daqueles dias de Sol em que caminhávamos juntos...


segunda-feira, 23 de maio de 2011

Talvez...

  Talvez você estivesse certo em se afastar, em não olhar pra trás enquanto eu olhava e gritava seu nome. Talvez você estivesse certo em fingir que eu não existo e nunca existi, estivesse certo em procurar, um outro alguém, qualquer um menos complexo que eu e que vá te fazer menos mal.
  Talvez eu devesse te pedir desculpas por não olhar mais nos seus olhos, por fechar os meus, por te ignorar enquanto você chorava e tentava me fazer ver a verdade.
  Talvez a culpa seja toda minha, mas eu não queira admitir, talvez, eu esteja tão perdida a ponto de desistir, mas não conte para ninguém. Talvez eu só queira fechar meus olhos e quando abrir ver uma vida completamente diferente.
  Talvez eu esteja me escondendo tanto, que nem eu sei aonde aquela menina inocente foi parar... Talvez eu esteja confiando nas pessoas erradas e deixando as certas irem embora sem nem reclamar. Talvez eu esteja afundando desde o início, mas só tenha percebido agora.
  Eu espero ainda poder voltar ao topo, e quando chegar lá, poder sorrir de verdade, sem medo do amanhã. Eu espero poder olhar para o nada sem vontade de chorar e poder respirar sem culpa outra vez...


domingo, 22 de maio de 2011

Cansada de Fingir

  Cansada de fingir estar feliz quando não estou, de fingir gostar de pessoas que não gosto, de interpretar um papel diferente com cada pessoa, de ser onze pessoas diferentes dentro de uma só menina, de tentar não chorar na sua frente, de não conseguir te dizer tudo o que tenho vontade. Estou cansada de te abraçar e não sentir o carinho, de dizer que te amo sem ter certeza do que é o amor, de tentar ser perfeita pra pessoas que nem sequer sabem o que é a perfeição, cansada de mentir, cansada de não saber definir certo ou errado.
  Não quero mais essa vida tentando ser o que eu não sou, tentando fugir de mim mesma, me embolando cada vez mais numa teia de máscaras que eu visto todos os dias...



Desabafo.

  Meio perdida, confusa, invadida, não sei nem dizer na verdade como eu me sinto. Não sei se estou certa ou errada, acredito e desacredito nas pessoas em questão de minutos. As pessoas vão passando e remexendo nos meus sentimentos como se meu coração fosse um baú velho e as pessoas estivessem curiosas pra ver o que está dentro dele e no que eles podem mexer...
  Cansada demais de errar, de me perder, de me machucar e perder a voz toda vez que tento me explicar. No final, nem eu mesma me entendo. Nem quando fecho os olhos tenho paz, porque os sentimentos de culpa me invadem e a única razão de eu não desistir é o amanhã, que já me pareceu bem mais promissor...
  Assim, eu me escondo cada vez mais, vou mais fundo no meu mundinho, me isolando das pessoas, porque no meu mundinho ninguém entra, lá só existe eu e mais ninguém. Mas com isso as pessoas vão ficando distantes, sumindo, eu vou esquecendo elas, perdendo os momentos bons da minha memória, acabo queimando as fotos, rasgando as poesias, apagando lembranças de momentos perfeitos que eu não quero que voltem, só pra não me torturar comparando eles com o hoje.

terça-feira, 17 de maio de 2011

Sem Você

  Vontade de fugir, correr pro seu colo. Chorar todas as mágoas, te contar todos os segredos, desmentir as mentiras. Limpar toda a sujeira de ódio, mágoa, raiva e incompreensão que está dentro de mim.
  Porque só você me entenderia, só você me acalmaria, só você choraria junto comigo, só você me ama o suficiente pra me abraçar nas horas certas e sentir todo o medo nas minhas palavras.
  Saudade é pouco pra descrever a vontade que eu sinto de mergulhar no ontem. Sem você está praticamente impossível respirar esse ar tão impuro sem me contaminar. E eu estou quase desistindo... Quando eu te disse o último adeus, não sabia que tanta dor viria depois.
  Já faz um tempo que eu tento caminhar pela estrada da vida, mas parece que eu ando tropeçando demais e a cada dia eu sinto mais falta dos seus olhos que me guiavam.
  Quando você se foi, foram levados juntos vários sentimentos que nunca voltarão sem você.
 

sábado, 14 de maio de 2011

Meu Paraíso

  Foi como finalmente encontrar meu pequeno pedaço do paraíso na Terra. Eu estava totalmente perdida, alheia ao que acontecia ao meu redor, só pensava no quão sortuda eu era de ter você naquele instante.
  E você sabia exatamente o que fazer. Parecia que de algum modo você tivesse lido meus pensamentos e soubesse exatamente como me encantar. Eu nem relutei, apenas me deixei ser hipnotizada por você.Esperar tanto tempo, acreditar que um dia eu teria você, finalmente valeu a pena.
  Seus lábios macios, carinhosos, suaves se encontraram com os meus, meio tímidos e então, lá estava eu, admirando meu pequeno pedaço do paraíso.


terça-feira, 10 de maio de 2011

Confusa.

  Está tudo errado, desorganizado, fora do lugar, perdido, sem cor e multicolorido ao mesmo tempo. Todos passam, alguns param, mas eu nem me incomodo mais. Eu entrei no meu mundinho, tranquei a porta e joguei a chave dentro de um lago muito, muito fundo cheio de medo e lágrimas.Não consigo mais definir certo e errado, pensar antes de agir, antes de falar. As palavras simplesmente escorrem de mim e chegam até você.
  Estou muito confusa, meio despersa, dormindo acordada, flutuando em alfa, sem vontade nenhuma de voltar pra esse mundo insano em que eu vivia.


segunda-feira, 9 de maio de 2011

Egoísmo

  Eu te amo até não poder mais nos primeiros cinco minutos, depois eu me distraio, saio do personagem, fujo por querer ou até mesmo sem querer... Meio perdida eu tento não te decepcionar, não te largar assim de qualquer jeito, inseguro, triste no seu canto.
  Seguro o ar até o último segundo que puder, mas eu preciso de mais, preciso liberar o ar dentro de mim e roubar um ar fresco, novo, ingerir o máximo que puder dele pra mandá - lo embora depois. Vou trocando o velho pelo novo. Sempre.
  Porque na verdade, eu só consigo amar a mim mesma. 



 

Tudo Errado

  Você todo perfeito, por fora impecável, por dentro a pessoa mais linda que eu já conheci. Mas eu nunca te quis pra falar a verdade. Eu sempre te admirei, te idolatrei, te guardava na minha caixinha do para sempre.
  Agora, você se apaixonou por ela. Uma menina fútil, egoísta, que nada tem pra acrescentar ao mundo. E você está prestes a cometer o maior erro da sua vida, vai se entregar a ela e ela vai te jogar fora. E eu não sei se tenho o direito de te impedir, mas a minha vontade é de empurrar ela num precipício pra nunca mais você lembrar dela e se machucar de novo.
  Eu não consigo parar de pensar no quanto está tudo tão errado e como eu sou incapaz de parar isso. São os seus sentimentos e os dela. Na verdade eu não deveria nem estar me metendo nisso. Mas é involuntário o modo como eu me sinto responsável pela dor que você vai sentir, como se eu devesse te impedir bem agora. Talvez porque eu saiba como é essa dor de ser incorrespondido e só queira te proteger ...


sexta-feira, 6 de maio de 2011

Só você

  Meus dias andam parados, incompletos, sem graça. Não há mais paixão em respirar como antes, não há mais alegria nos meus sorrisos, não há esperança no futuro, não há verdade nas minhas palavras, o agora é palido, insípido, sem vida.
  O que me resta são as lembranças. A saudade me tortura a cada dia mais, e eu sinto como se tudo isso estivesse muito errado, mas não houvesse nada que eu pudesse fazer para mudar alguma coisa.
  Eu tinha tudo, tudo mesmo, mas não fazia ideia. Eu tinha você, todos os dias, rindo comigo, brincando comigo, como duas crianças inocentes devem ser. Você me mostrou seu mundo, e eu te dei o meu. Nós dois abrimos as portas do universo juntos, crescemos, amadurecemos, mas eu sinto como se tivesse me perdido no meio do caminho, enquanto você está quase atingindo a perfeição. Eu me desfoquei dos meus objetivos, até certa hora em que nem eu sabia mais quem eu era. Você é meu equilíbrio.
  Infelizmente, só você pode me trazer a esperança, a alegria, a verdade, a vontade de viver tudo que eu puder. Pelo que eu estou vendo, ainda falta muito, pra chegar o dia em que eu vou poder te olhar sem ter medo de no dia seguinte não te ter do meu lado.

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Com Você

  É mais que perfeito olhar nos seus olhos e saber que eu posso contar com você, te ter sempre comigo. Ter aquela esperança tola de que todas as nossas promessas e nossos sonhos bobos irão se realizar algum dia.
  Dançar na chuva, olhar as estrelas, escutar o mar, assistir as luzes da cidade passarem enquanto o vento bagunça meu cabelo, cantar músicas que só a gente conhece, tudo fica mais perfeito, mais completo, mais feliz com você.
  Nosso caminhar no mesmo ritmo, nossos abraços eternos, coisas que só você entende sobre mim e as coisas que só eu entendo sobre você, meu sorriso meio desajeitado quando te vejo, meus olhos cor de avelã como você diz, que se enchem de brilho quando penso em você, nunca vão morrer.
  Por mais que o tempo passe e leve tudo embora com ele, um pedacinho de você vai estar sempre guardado em mim, essa sensação única sempre estará comigo guardada num lugar especial.
  Um lugar em que poucos conseguiram chegar, poucos conseguiram tocar, e poucos permaneceram. Não sei se você lembra, mas naquela noite em que eu sussurrei aquela frase no seu ouvido, era a mais pura verdade saindo do meu coração e sendo transformada em três palavras.